a criança que ficou em mim

Para conviver neste perigoso mundo, dos adultos ou não, manter-se criança é fundamental!

márcia v.p.guerra

 Não sei sobre a criança dos outros, mas a que permaneceu em mim é a que ri a toa. Pode parecer que sou idiota, mas rio de qualquer besteira e sou das que paga mico na rua quando me lembro de alguma coisa engraçada. A outra criança – sim, são várias – é a que chora depois que se enfurece. Não posso ver uma cena de maus tratos que interfiro numa fúria que só vendo. Mas depois que coloquei o malfeitor em seu devido lugar, ao me lembrar do sofrimento do que foi maltratado, choro feito criança. Sinto o que é feito nos outros como se tivesse sido comigo e sei que isso não é resto de criança. Mas o choro que vem depois, ah, esse eu sei que é. A outra criança é a que fica magoada. Me magoo com facilidade. Apenas meu lado adulto não me deixa demonstrar…

View original post 44 more words

Advertisements

About IvonesioRamos

Artista Plástico Profissional Músico Amador Professional artist Amateur musician
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s